‘O Poder da Palavra Falada na Era Digital’ foi tema de palestra no TCE-Pr

“O Poder da Palavra Falada na Era Digital”. Este foi o tema da palestra do jornalista Jorge Cury, que atua na área de rádio da CCS, em evento promovido pela Escola de Gestão Pública do TCE-PR

Numa palestra bastante didática e que abusou dos recursos audiovisuais, o servidor Jorge Cury Neto, responsável pelo setor de rádio da Coordenadoria de Comunicação Social do Tribunal de Contas do Estado do Paraná (TCE-PR), proferiu na tarde desta terça-feira (14 de dezembro), no Auditório da Casa, a palestra “O Poder da Palavra Falada na Era Digital”. O encontro, aberto ao público, contou com a presença de cerca de 40 participantes e faz parte do calendário oficial de formação programado e organizado pela Escola de Gestão Pública do Tribunal.

Com experiência de 35 anos e estudos que tem realizado sobre o tema ao longo de sua carreira como jornalista e servidor do TCE, Cury afirma que o objetivo da palestra foi compartilhar com os participantes as características, significados e evolução da linguagem falada, além de suas aplicações nas mídias convencionais e digitais, principalmente a internet. A ideia, segundo o palestrante, foi trazer à discussão do grupo – do qual faziam parte profissionais da área – quais as causas e consequências positivas e negativas do uso da palavra falada nas relações sociais e profissionais.

A exposição sobre a aplicação do recurso de áudio na comunicação do TCE, por meio dos produtos e serviços de imprensa oferecidos pela CCS, também foi bastante apreciada por servidores de outros órgãos públicos que participaram do encontro. Eles puderam, durante as duas horas de explanação, extrair informações sobre a experiência na divulgação de informações por meio da palavra falada.

Com o advento das mídias digitais, Cury acredita que é fundamental, até como cartão de apresentação, falar bem. “Vemos que a palavra escrita ganhou novas características, principalmente entre os jovens, que escrevem de forma não convencional. Ao falar, não é possível abreviar termos, assim é preciso se exprimir corretamente para que o interlocutor receba corretamente a mensagem”, disse o palestrante.

Texto e foto: Wagner Araújo

Coordenadoria de Comunicação Social TCE/PR16_Palestra no TCE-PR117_Palestra no TCE-PR127