Voice design: Aprender a ouvir os significados do som

Entrevista com Cid Moreira – Prêmio Comunique-se

O primeiro passa para ouvir bem é ouvir com admiração infantil, afirma Dom Campbell autor do livro ‘O Efeito de Mozart’.
Os compositores são pensadores do som e o seu negócio são construir imagens auditivas.
Eles trabalham os tons no ouvido da mente com a mesma exatidão com que os escritores trabalham as palavras.
A palavra inglesa sound também significa sadio – um sinônimo para saúde e integridade – para indicar vitalidade básica e a fundação inabalável para tudo o que fazemos.
São no sentido tanto de sadio, como no sentido de ser que tem a mesma raiz de som.
Quando as coisas vão bem, estamos “sintonizados e em harmonia” com os outros e com o mundo à nossa volta.
Nos relacionamentos esperamos “estabelecer certo tom”.
Quando as coisas vão mal estamos “fora de sintonia e de sincronia”
Podemos “orquestras um acordo”
Desejamos ou evitamos uma “audiência” – da raiz áudio, ouvir.
A palavra pessoa, persona no espanhol ou mascara pública (personagem), deriva da raiz grega per son, “o som passa pelo meio de”. Na língua inglesa fica ainda mais configurada a origem da expressa que é  person
Ondas sonoras só se configuram como um som para as pessoas quando são percebidas pela audição entre 20 a 20.000 hertz, a partir daí os nossos ouvidos não ouvem, mas as vibrações sonoras não deixam de nos atingir.

Para agendar: Voice design ‘A ciência da palavra falada aplicada’
+55  (41) 3352-4000
+55  (41) 9111-5151
jorgecuryneto@voicedesigninstitute.com